24 comentários

  1. Júlio César
    Júlio César 22 de março de 2017 at 0:35 |

    As turmas de bate bolas com capa pararam no ano de 1994 e retornaram em 2010 para a alegria dá garotada e dos coroas também!!!
    Piedade, abolição e engenho de dentro sempre foi o palco de grandes desfiles de capa, cada uma com lindos desenhos, uma verdadeira arte…

    Hoje existem 10 turmas alegrando o carnaval de piedade..
    Marajá , imperial, sideral, Hollywood, Spektro, união 2000, avatar, stillus e furiosa..
    Não podemos deixar a nossa cultura acabar, venham participar com a gente ….

    Reply
  2. paulo
    paulo 7 de setembro de 2016 at 1:31 |

    Turma Hollywood foi o show dos anos 80

    Reply
  3. alexandre
    alexandre 22 de fevereiro de 2016 at 18:21 |

    Seu Ivan (org.) era o cara! Fui criado no 373 da Guineza. Engenho de Dentro é lugar de folia! Henrique Sheid, São Brás – melhor Festa Junina da cidade – e por aí vai! Engenho de Dentro, te amo!

    Reply
  4. paulo
    paulo 2 de fevereiro de 2016 at 2:46 |

    Paulo Cesar Responsavel e criador da Turma Hollywood. Saudades do Carnaval da Rua Guinesa, em que eu considerava a principal passarela dos Bate bolas de Capas.Um aviso a vvocês. .. algumas Turmas voltaram. Hollywood, Maraja, Imperial r etc… Hollywood é de Todos os Santos, Rua São Braz onde também tinha um maravilhoso Carnaval.

    Reply
  5. Adhemar
    Adhemar 7 de janeiro de 2016 at 16:47 |

    Oi,Estudei na Bolivar.
    Sai dois anos na laser.
    Saiamos da casa do Wilsinho,na Mario Carpenter
    Rua Guineza era o point dos bate bolas
    Obs:bateu uma saudade boa.

    Reply
    1. Júlio César
      Júlio César 22 de março de 2017 at 14:02 |

      Boa tarde amigo…
      Só pra te informar que várias turmas das antigas voltaram..
      Eu gostaria de ver a laser novamente nas ruas..
      Laser sempre foi uma turma de ponta..
      A pirâmide foi sensacional!!!!!

      Reply
  6. Rogéria Reis
    Rogéria Reis 2 de setembro de 2015 at 15:12 |

    Que lindo isso! Também carrego o meu carnaval por dentro. Carnaval do glorioso Aero Clube de Volta Redonda e das ruas do bairro também. Tinha bloco das piranhas, boizinho dando atrás das crianças… ah, e o Império dos Anjos que desfilava no centro da cidade. Boas lembranças. Amo carnaval.

    Reply
  7. Marcella
    Marcella 30 de agosto de 2015 at 19:58 |

    Ainda tinha a Xanadu que desfilava tb. Cada ano a fantasia mudava. Morei na Benício de Abreu…saudades dessa época.

    Reply
  8. Marcio
    Marcio 12 de julho de 2015 at 22:19 |

    Germano era o nome do bicheiro que morava na 2 De Fevereiro.

    Reply
    1. sidney moura
      sidney moura 18 de março de 2017 at 22:45 |

      os bonecos eram feitos na rua dois de fevereiro 490 na vila. tenho fotos.

      Reply
      1. Hare
        Hare 23 de março de 2017 at 16:48 |

        Sidney, obrigada por acresentar esses dados. Vc poderia memandar uma desas fotos ? Eu adoraria relembrar !

        Reply
  9. luiz fernando
    luiz fernando 31 de maio de 2015 at 18:45 |

    viajei nos comentarios tmb curti carnaval na guinesa e sai de bate bola enclusive nossa turma foi campea la foi a turma leprechal da rua braulio munis em 1993 Luiz fernando.

    Reply
  10. Paulo Soares
    Paulo Soares 2 de dezembro de 2014 at 19:15 |

    Também fiz parte desta geração. Tempo bom, quem aproveitou, aproveitou, não volta mais. As turmas de bate bola foram o grande marco desta época. Depois da Yamaha tivemos laser, marajá e a minha hollywood. Para felicidade nossa, a maioria destas turmas voltaram ao cenário. Pena que o carnaval não é mais o mesmo. Abraços.
    Paulo

    Reply
  11. ricardo
    ricardo 9 de julho de 2013 at 23:24 |

    Me amarrei no seu comentario. Eu tbem vivi essa epoca. saia de bate bola tbem. mas meu grupo se chamava laser. esse grupo surgiu um pouco depois da yamaha e curtiamos muito o carnaval da rua guineza. um carnaval que ecoa em minha memoria ate hoje. quem viveu, viveu. a minha turma era a da benicio de abreu uma das ruas das 5 bocas. um abraço a vc hare que nos fez reviver esses maravilhosos tempos.

    Reply
  12. Denise Kosta
    Denise Kosta 2 de abril de 2013 at 22:06 |

    E linda a arte e seus “confetes”, Beá Meira! 🙂 Adorei o conjunto da obra”

    Reply
  13. Denise Kosta
    Denise Kosta 2 de abril de 2013 at 22:04 |

    E o Rei Sol, do Arranco?
    O Rei-Sol chegou e modificou tudo que havia… :). Ótimo texto e maravilhosas lembranças, Cristina Hare!

    Reply
  14. Patricia Vasconcellos
    Patricia Vasconcellos 1 de abril de 2013 at 11:03 |

    Nossaaaaa, muito bom!!! Eu desfilei no Garrafal, meu pai era compositor desse bloco…ficava na varanda da Tia Betinha pra ver os bonecos do germano e quando vinha um bate bola da Yamaha eu corria pra dentro da casa com medo!!! Mas era doidinha pra namorar um e ter a capa envolta dos ombros!!!! rsrsrsrs Valeu a lembrança!!!! bjs

    Reply
    1. Cristina Hare
      Cristina Hare 2 de abril de 2013 at 21:23 |

      Patrícia, que bom encontrar alguém que viveu esses momentos… Conte mais sobre as suas lembranças…não existe registro disso, somos nós e nossos depoimentos que estamos garantindo a memória do carnaval de rua no subúrbio, nesta época !

      Reply
  15. Frank Sodré
    Frank Sodré 31 de março de 2013 at 18:25 |

    Cristina,
    fiz parte do Yamaha quando tinha uns 10 anos, hoje estou com com 46. Lembro que nos reuniamos na vila do Tuninho, que era um dos lideres do grupo, na rua Mario Carpente. Bons tempos organizados pelo saudoso seu Ivan. Morava na esquina na Guineza com General Clarindo e minha casa era uma festa só, pois tinha visão privilegiada, era quase um camarote.rsrs
    Tinha ensaio do Garrafal toda sexta e sempre arriscava um tarol ou chocalho, mas nunca sai no desfile.
    Guardo boas recordações desta época, onde não havia toda essa violencia e correria em tempos de internet.
    abs,
    Frank Sodré

    Reply
    1. Cristina Hare
      Cristina Hare 2 de abril de 2013 at 21:22 |

      Frank! Eu morava na Gen Clarindo, no 207, somos contemporâneos…estudei na Bolívar…Vc tem alguma foto do grupo? Adoraria ver!
      Conte mais sobre as suas lembranças…não existe registro disso, somos nós e nossos depoimentos que estamos garantindo a memória do carnaval de rua no subúrbio, nesta época !

      Reply
  16. eco
    eco 23 de fevereiro de 2013 at 0:13 |

    Cristina Hare! Estava lembrando dos carnavais da decada de 70/80 e lembro me muito bem desse grupo Yamaha. Eles passavam enfileirados uns atras dos outros numa fila indiana pela Av. Suburbana, na Abolicao. Eram incriveis mesmo e posso garantir que deviam ter mais 100. Aqueles bate bolas totalmente pretos com aquelas capas de um soh desenho enorme, que cobria a capa inteira. Na epoca eu tinha uns dez doze anos. Alias, sera que haveria alguma possibilidade de voltarmos a ter esse grupo novamente. Acho que gostaria de fazer parte desse grupo. Se tiveres alguma novidade em relacao a esta volta..por favor mande mensagem.
    Abracco…
    Eco Delta Yanke

    Reply
    1. Cristina Hare
      Cristina Hare 2 de abril de 2013 at 21:20 |

      E vc morava aonde? Conte mais sobre as suas lembranças…não existe registro disso, somos nós e nossos depoimentos que estamos garantindo a memória do carnaval de rua no subúrbio, nesta época !

      Reply
  17. ZineØØ
    ZineØØ 14 de fevereiro de 2013 at 22:25 |

    Harezinha!! eu já gosto de uma gangue, Bate-Bola então? só AMO só! Adorei suas lembranças, o saquinho de filó, a garrafinha de esguinhos – mas meu carnaval mais remoto, se não me engano… na Rio Branco? acho q sim, num sei. Todo ano vou pra Rio Branco ver quem está de sombrinha, quem tá de bexiga, esse 2013 não fui… Mas esbarrei com o encontrão de Bate-Bola no Leme, que estavam lá… no som do funk!! modernidades !
    beijo no coração!!
    Poeta Xandu

    Reply
    1. Cristina Hare
      Cristina Hare 2 de abril de 2013 at 21:28 |

      Xandu …a gente vê um carnaval lá fora, mas vai carregar os nossos por dentro, pra sempre!
      A garrafinha de esguicho, o saquinho de filó, o bate-bola carregando bexiga , os guizos pelo chão…olhos de ver…
      Bjs carnavalescos!

      Reply

Deixe um comentário