3 comentários

  1. Jussara Santos
    Jussara Santos 29 de Março de 2014 at 10:47 |

    Minha GURU, vc criou um meio presente para minha vida. E fico orgulhosa de ser parte dele SEMPRE!!!
    Minha vida agora tem duas divisões, antes da UQ e AGORA UQ!!!
    Penso mais do que falo em público. E um dia vou escrever tudo que penso e falar o que vivo na UQ!

    Reply
  2. Fabiana
    Fabiana 26 de Março de 2014 at 12:41 |

    Já me ganhou ao cita Valter Benjamim na sua fala, pois sou verdadeiramente apaixonada por esse autor (Benjamim e Certeau são ao meu ver os melhores entre os melhores).
    Engraçado como são as coisas kkkk, tinha uma outra visão e opinião sobre a pessoa da Heloisa e ler como foi o seu processo de formação deixou por terras alguns preconceitos.
    Parabéns e como bem disse o meu amigo Fabio Augusto em uma das nossas gostosas aulas das quebradas: ser aluno é fazer a diferença.

    Reply
  3. ZineØØ
    ZineØØ 24 de Março de 2014 at 21:14 |

    Prazer… Ser o primeiro audacioso a comentar… Então vou dizer: tantos saltos epistemológicos, e tempo curto, para falar da própria dádiva de vida… Bravo! Bravo! Em parte conhecia, através dos meus sensores, perto demais dessas nuvens ciganas da poesia, vendo-me em vc, engajado e desengajado, periferizado… e agora mundo. Leio você, Heloísa, e vejo essa dúvida retilínea, essa derrapada meticulosa de estarmos juntos desde a UQ 2011 – quebradeiro eterno! s2! mas o que tenho pra falar foi a instigação trazida por esse Macunaíma!! que legal superar livro, ou filme! Um personagem que não se revela, quase se revela, e quando vemos não será mais ele. Será outro! Outra coisa! Muito vaidoso, apostar na sinceridade de cada mentira! Amei! Irei escrever mais Macunaíma na minha vida! Grato profa! Alimentou-me, já estou farto! Bejô Helô!
    *xandu [ZineZeroZero]

    Reply

Deixe um comentário