4 comentários

  1. Rogéria Reis
    Rogéria Reis 29 de março de 2014 at 20:13 |

    Não gostei do seu texto.
    Mentira, adorei!
    Agora, te deixei na dúvida se gostei ou não.
    rsrsrsrsr
    Gostei muito. Dias desses também estudava sobre a mentira, que é instrumento de serviço dos psicopatas.
    Abraço!

    Reply
  2. Rogéria Reis
    Rogéria Reis 29 de março de 2014 at 20:08 |

    Parece que não se sobrevive mais sem a mentira.
    Já existe até fábrica de mentiras. Pensando bem nem é mentira Angelo, é o que a publicidade chama de marketing sobre produtos e como o ser humano e tudo que nele há, hoje pode ser considerado um produto ou uma “coisa”, a coisa debandou para o particular. Um vírus que foi sendo transmitido de pessoa a pessoa e contaminando e que gerou uma mentira generalizada.
    A megalomania, antes vista com espanto e até como doença hoje pode ser uma grande estratégia de marketing pessoal. ´Seria a necessidade de vender o peixe?
    Hoje nem sabemos mais o que é verdadeiro ou não. Aliás, da teoria da existência de muitas verdades, de muitas perspectivas, muitos olhares, caminhamos para a inexistência da verdade, o que significa o mesmo que dizer que cada um conta a sua versão mas no final ninguém acredita em nenhuma ou finge que acredita em alguma ou em todas as versões..
    O mundo hoje não sobrevive mais sem a ilusão da MENTIRA. Lamento afirmar isso, meu caro.
    Mas, se existe a oferta da mentira é porque existe uma demanda por ela, não é mesmo?
    Parece que a mentira impressiona mais. A mentira exige bem mais criatividade, o que a torna mais atrativa. Eis minha teoria particular sobre a mentira, ou como diriam, o meu ensaio sobre a MENTIRA.
    Sou ensaísta, não sabia?
    MENTIRINHAAAAA…. rsrsrsrsr

    Reply
  3. Patrick Augusto
    Patrick Augusto 29 de março de 2014 at 11:53 |

    Texto impactante com gosto de protesto rsrs

    Reply
  4. Lissandro Henriques
    Lissandro Henriques 28 de março de 2014 at 22:13 |

    Excelente texto!

    Reply

Deixe um comentário