5 comentários

  1. JOAQUIM DE A.COSTA
    JOAQUIM DE A.COSTA 25 de junho de 2013 at 23:36 |

    QUANTA GENTE BONITA,A VONTADE , A GARRA ,E MUITA DISPOSIÇÃO ESTAMPADA NO ROSTO DE CADA UM.FOI
    MUITO ESPECIAL SER QUEBRADEIRO.

    Reply
  2. Zé Carlos Gomez
    Zé Carlos Gomez 13 de junho de 2013 at 16:33 |

    Participar das quebradas e desse território, pra mim foi maravilhoso. Assim pode mostrar um pouco do meu trabalho e adquirir conhecimentos. Espero que tenham gostado. Sem mais e já agradecendo a tds amigo e coordenadores.

    Reply
  3. Débora Vieira
    Débora Vieira 20 de maio de 2013 at 6:54 |

    O território foi recheado de criatividades e talentos, cantando história foi maravilhoso ,voltei á època da minha infância na escola. Todos os participantes estão de parabéns pelas excelentes apresentações.

    Reply
  4. Claudina Oliveira
    Claudina Oliveira 19 de maio de 2013 at 7:36 |

    Bacana tudo disso! Eu não estive presente, porém fica nítido as-muitas-boas motivações que as apresentações dos territórios proporciona a todos.

    Ultimamente tenho ouvido muito a palavra compartilhar, ontem mesmo um palestrante foi derradeiro: “Compartilhar é poder!”

    Muitos já entendem a palavra “compartilhar” como “participar de alguma coisa”; “partilhar algo com alguém”, “compartir algo ou alguém…” – . Porém, no meu entendimento, “com-par-ti-lhar” toma o lugar mais importante na minha prática de vida, pois a vivência de com-par-ti-lhar implica também a postura de “tomar parte em ou de alguma coisa” . Nesse raciocínio, remoto à uma antiga canção que permeou minha juventude, e que fala assim:

    “Fica sempre, um pouco de perfume nas mãos que oferece rosas,
    nas mãos que sabem ser generosas.

    Dar um pouco que se tem ao que tem menos ainda
    enriquece o doador, faz sua alma ainda mais linda.

    Fica sempre, um pouco de perfume nas mãos que oferece rosas,
    nas mãos que sabem ser generosas (…)

    Há muito tempo defini minha frase-de-efeito, que dizia: – – Eu posso buscar, buscar e buscar e até encontrar, mas se eu puder compartilhar, aí sim eu sou feliz!

    Agora simplifico: Se eu posso compartilhar, sou feliz!

    Reply
  5. JUSSARA DE MEDEIROS SANTOS
    JUSSARA DE MEDEIROS SANTOS 18 de maio de 2013 at 10:20 |

    Foi um território de muito conhecimento. Além de cultural, o grupo teve uma harmonia interessante. A Denise fez com maestria as apresentações. E tudo saiu legal, deixando uma vontade de quero mais… Parabéns! Isso é UNIVERSIDADE DAS QUEBRADAS. Recebendo e dando!!!

    Reply

Deixe um comentário