Um comentário

  1. Rodrigo Pinheiro
    Rodrigo Pinheiro 9 de setembro de 2014 at 0:31 |

    Não posso deixar de lembrar de A Sociedade do Espetáculo de Guy Debord e seu primeiro verso:
    “Toda a vida das sociedades nas quais reinam as condições modernas de produção se anuncia como uma imensa acumulação de espetáculos.”
    Ansioso pela aula.

    Reply

Deixe um comentário