Um comentário

  1. Francisca Maria Fernandes
    Francisca Maria Fernandes 21 de março de 2014 at 0:10 |

    Um exemplo de atitude. Creio que não só ao artista, mais passa por todo ser humano. Afinal, a Arte é um passaporte para Vida, na vida, de muitas Vidas. Pois esta, existe no gesto, mais simples, como movimento ao contemplar a natureza. Logicamente que o artista, também precisa manter sua dignidade, como qualquer outra pessoa; construir família,ou outras formas de necessidades; evoluir como gente, pessoa, sujeito…E, trabalhar em sua Vida, é um aprendizado continuo na organização de sua Criação. Se ter atitude, quanto a função desse fazer, vai de encontro, a identidade de cada Ser. Viver a experiência de compartilhar saberes, é uma realização absoluta na Vida. E principalmente quando realizada de maneira simples, natural. Essa Ação, é um momento particular. O artista deve preservar sua dignidade de individuo, e saber fazer a diferença ao reconhecer e cultivar suas habilidades, de maneira a elevar sua inspiração a transmutar suas perspectivas em dimensões infinita. Essa condição advém com a existência, adquerida por princípios que cada individuo traz em sua bagagem de vida, como herança desse Existir, simples e Livre. Ser Livre o leva, a se identificar com essa verdade, que o edifica, ao saber cuidar de seu corpo, mente e espírito; campo energético de suas habilidades. Se reconhecer como uma unidade, célula micro,única, que forma o Ser macro, Humano; creio que hoje, e sempre, seja essa, uma diferença.

    Reply

Deixe um comentário