3 comentários

  1. lucas leal
    lucas leal 9 de fevereiro de 2014 at 0:02 |

    que bom que o E-cine continua… teve um tempo meio parado… divulga mais Takita… abraços

    **Sobre o filme… interessante… mas uma questão… pode usar essa trilha (no sentido de ser autorizado)? fiquei na dúvida…

    abraços

    Reply
  2. Tetsuo Takita
    Tetsuo Takita 29 de dezembro de 2013 at 15:49 |

    Adorei seu comentário, já achei o meu preferido por enquanto. (Só não estou fazendo ligação se és a professora cineasta ou a nossa colega homônima.)
    Respondendo:
    Eheheheheheh, eu tenho uma grande influência flamenguista que é o meu padrasto carioca que amo muito. Embora estou numa fase botafoguense por conta de influências “cardíacas” também rs.
    Sim, o menino do filme, Felipe benedito é muito carismático, além de bom dançarino e com muita humildade como são os grandes.
    A sua cena dançando e minha decisão de não editá-la com cortes, foi para representar a dor e as quedas: a trajetória de luta do homem negro carioca mediano.
    Conceição, o seu comentário é muito pertinente, e adoro que as pessoas falem o que têm que ser dito, e eu também sou assim – corajoso modéstia à parte.
    Mas alguns por causa da política da boa vizinhança ou sei lá mais o que, ficam só babando o ovo da “diretoria” das quebradas, coisa que nem mesmo eles gostam que se faça, acredito eu. Que bom que eu e você não somos assim.
    Perdoe minha falta de diplomacia ao dizer isso. Mas aquele dia fiquei puto sim rs, pelo descaso dos colegas organizadores, de assistirmos o ótimo longa documentário da professora Conceição, mas depois, de não poder nem passar o meu curta quebradeiro que tem total relevância com o tema proposto: dança (de 3 minutos apenas).
    E uma coisa que também não curto muito é sermos só platéia, temos que estar no palco. Aprender sim, mas ter voz também de novo, como já aconteceu em outras edições. Muito mais do que já estamos tendo.
    A secretária do sr. Paulo, diretor do MAR não nos retornou ainda por sinal, para marcar uma reunião sobre apresentação de nossos curtas “quebradeiros” no MAR conforme prometido. Beijo grande pra vc também!!!

    Reply
  3. imaculada conceição
    imaculada conceição 29 de dezembro de 2013 at 0:07 |

    Olá! Creio que ninguém ainda comentou só porque o menino do filme está com uma camisa do clube do Flamengo; devem ter poucos flamenguistas entre os “quebradeiros”… rs
    Bem, eu não ligo muito pra futebol, mas meu padrinho de batismo era um “flamenguista doente”, ele tinha um monte de bibelôs do flamengo por toda sua casa, guardo bem essa imagem vinda da memória de minha infância…
    O menino do filme tem um molejo todo especial…Gostei! 🙂
    Gostei também das referências eruditas que o realizador imprimiu no filme (e que aqui, nesta postagem no site das Quebradas, preocupou-se em nos”esclarecer”… muito bom!).
    Mas o meu comentário especial vai para um “fora”, para uma “exterioridade” em relação a esse trabalho… como em relação ao trabalho de outros tantos colegas nossos quebradeiros…
    Fico triste quando vejo que colegas não conseguiram apresentar seus trabalhos agendados para determinados dias… toda uma expectativa e… a apresentação não acontece… triste isso… frustrante para ambos os lados… para qualquer que seja o lado…
    Caros colegas organizadores, não permitam mais que isso aconteça! 😉
    Parabéns para o realizador de “Pass In´ – O Passado Está Dentro” e para todos os participantes! Feliz 2014! Beijo grande! 🙂

    Reply

Deixe um comentário