3 comentários

  1. Tetsuo Takita
    Tetsuo Takita 17 de dezembro de 2013 at 0:00 |

    Um espetáculo por si só!

    Reply
  2. Francisca Maria Fernandes
    Francisca Maria Fernandes 16 de dezembro de 2013 at 9:14 |

    A força da Voz que canta o Silencio vibrante no esconso do âmago. A voz que traz sussurros que canta o amor e aconchega, liberta emoções. Que ilumina, alavanca caminhos,em despertas pegadas longínquas, em direção ao sino que verbera no monte… transmute, transmuda a fala que escuta que ouve, a fala que felicita o canto que canta o Ser que se alui, reluzi no Teatro o canto que Canta e Alegra o Novo Encontro. NUMA Ciro uma Fonte que urge, une a Ponte.

    Reply
  3. HARE
    HARE 13 de dezembro de 2013 at 14:34 |

    ” como um sampler sertanejo de muitos mares além.”

    Adorei essa definição do Hermano Vianna. Se fosse possível definir , seria exatamente isso !

    Reply

Deixe um comentário